Marketplace: Conceito e Exemplos.

Marketplace é um shopping virtual. Uma plataforma onde compradores e vendedores se encontram para comercializar produtos e serviços.

Marketplace é um shopping virtual. Uma plataforma onde compradores e vendedores se encontram para comercializar produtos e serviços.

Os vendedores (Sellers) anunciam seus produtos; 

Os compradores (Usuários) pesquisam e compram produtos; 

O administrador do marketplace oferece segurança, serviços de transação, marketing, TI, UX e impulsionamento para facilitar a transação.

O marketplace é a ponte entre os dois lados de uma transação e recebe uma porcentagem sobre as vendas feitas na plataforma. Para aumentar o número de transações, os custos para um marketplace online são muito menores do que para um modelo de negócio tradicional.

É por isso que o modelo de marketplace é tão interessante, especialmente para investidores. Um marketplace online é escalável. Isto é, com relativamente pouco dinheiro investido, ele consegue aumentar suas operações e clientes de uma forma acelerada e exponencial, que pode resultar em retornos extremamente interessantes para seus investidores – especialmente aqueles que entraram cedo no negócio*.

Abaixo alguns exemplos de marketplaces de sucesso em diversos segmentos:

Uber

Fundada em 2009, a Uber revolucionou a maneira como as pessoas se locomovem. Você já parou para pensar que essa gigante presente em 570 cidades com 80 milhões de usuários não possui sequer um carro?

E o melhor vem agora! A primeira rodada de investimentos da Uber em 2010 foi de U$1,25 milhões. Em seu IPO seu valor de mercado foi estimado em U$75 bilhões.

Isso mesmo: U$ 75 BILHÕES.

Netshoes

A empresa começou como uma sapataria no centro de São Paulo e hoje é a holding das marcas Netshoes (artigos esportivos) e Zattini (loja de moda).

Ela realizou um IPO na bolsa de NY, captando US$ 138,9 milhões.

Ainda acha que vender sapatos pela internet não é viável??? É bom repensar seus conceitos.

Americanas

Você provavelmente já comprou na americanos.com sem saber que estava em um marketplace.

A Americanas reúne os melhores preços em um só lugar, e ganha uma comissão por cada venda realizada (geralmente, algo em torno de 20%). Além disso, ela também tem os seus próprios produtos e utiliza vendedores terceirizados para aumentar o seu estoque, sem realmente ter que contratar novos. Em 2016, a receita da empresa teve uma alta de 7,7%, fechando o ano em R$ 6,26 bilhões e com um valor de mercado de mais de 20 bilhões de reais.

Outros exemplos Outros exemplos de marketplaces de sucesso são: Airbnb – segunda maior empresa privada norte-americana, Buscapé – adquirido por 342 milhões de dólares pela Naspers Limited, Etsy – o IPO aconteceu em 2015, quando a empresa estava gerando cerca de 1.93 bilhões de dólares em total de transações, Amazon – as vendas realizadas por terceiros já acumulam quase 40% do faturamento total da empresa, que em 2016 foi de US$ 135.98 bilhões e Mercado Livre – com renda de 136.6 milhões de dólares, a receita do Mercado Livre é gerada majoritariamente pela porcentagem coletada por venda.

Deixar uma resposta